Mostrar mensagens com a etiqueta Notícia. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Notícia. Mostrar todas as mensagens

29 maio 2011

Revista Margem homenageia António Aragão

Fotografia: dia 24 de Maio de 2011, cerimónia de lançamento oficial da Revista Margem inteiramente dedicada a António Aragão; da esquerda para a direita - Dr. Nelson Veríssimo, Professor Universitário de História e Organizador da Revista Margem sobre António Aragão; Dr. Castanheira da Costa, Reitor da Universidade da Madeira; Dr. Pedro Calado, Vereador da Cultura da Câmara Municipal do Funchal; João Henrique Silva, Director da Direcção Regional dos Assuntos Culturais.




Fotografia: dia 24 de Maio de 2011, alguns minutos antes do início da cerimónia de lançamento da Revista Margem inteiramente dedicada a António Aragão; vista parcial do público.



Revista “Margem” homenageia António Aragão
Notícia Jornal da Madeira, de 25 de Maio de 2011



«O número 28 da revista “Margem”, editada pela Câmara Municipal do Funchal, foi lançada ontem, no átrio do Teatro Baltazar Dias.
Dedicada inteiramente à vida e obra de António Aragão, o vereador Pedro Calado fez um breve balanço desta publicação, que «nasceu em 1981, com Maria Aurora» e com Virgílio Pereira a presidir a autarquia funchalense.
Apontando que este projecto foi interrompido após cinco números, o vereador com o pelouro da Cultura referiu que, após este interregno, a revista voltou a ser publicada em 1993, novamente com a coordenação de Maria Aurora.
Por seu turno, Nélson Veríssimo, coordenador desta revista, disse que esta é uma «singela homenagem a um homem das letras e das artes, que ousou experimentar e inovar nos domínios da cultura, e viu reconhecido o seu trabalho em Portugal e no estrangeiro».
Explicou que a ideia do tema surgiu nos finais de 2009, quando «Maria Aurora me pediu que organizasse um número especial dedicado a António Aragão. Assim, depois de esboçado um primeiro projecto da revista, foram convidados colegas e amigos para escreverem sobre António Aragão, de acordo com as suas especialidades, preferências ou motivações».
Lamentando que «não quis o destino que Maria Aurora visse concretizada esta sua “Margem”», o docente mencionou que «estamos certos que esta “Margem” permitirá um melhor conhecimento da obra de António Aragão».»


in http://www.jornaldamadeira.pt/not2008.php?Seccao=13&id=184437



04 maio 2010

Notícia da Agência Lusa, de 11 de Agosto de 2008


Madeira: Faleceu António Aragão, grande vulto da cultura do século XX

Funchal, 11 Ago (LUSA) - O poeta, historiador, pintor e escultor madeirense, António Manuel de Sousa Aragão, de 86 anos, faleceu hoje, no Funchal, vítima de doença.

Lusa
19:37 Segunda-feira, 11 de Agosto de 2008

Funchal, 11 Ago (LUSA) - O poeta, historiador, pintor e escultor madeirense, António Manuel de Sousa Aragão, de 86 anos, faleceu hoje, no Funchal, vítima de doença.

António Aragão distinguiu-se em várias áreas da cultura nacional e regional, tendo-se licenciado em Ciências Histórico-Filosóficas pela Universidade Clássica de Lisboa e em Arquivismo e Biblioteconomia pela Universidade de Coimbra.

Estagiou em França e na Itália, em etnografia, museologia e restauro de obras de arte e, como pintor, expôs em Barcelona e Londres, e participou em experiências vanguardistas em Inglaterra, Brasil e Itália.

O historiador Rui Carita recordou-o à Agência Lusa como "um grande amigo e uma das grandes figuras da cultura portuguesa do século XX".

Com "Poema Primeiro", "Folhemas 1,2,3 e 4", "Mais Exactamente P(r)o(bl)emas", "Os Bancos e Metanemas" "foi um dos grandes poetas da década de 60".

António Aragão experimentou também a ficção - "Um Buraco na Boca" - e a dramaturgia - "Desastre Nu" - e deixou também legado na escultura.

"É dele, por exemplo, o motivo da fachada da Escola Francisco Franco, tendo deixado ainda magníficas cerâmicas - isto para além de ter sido um grande historiador", recorda Rui Carita, que salientou igualmente "o seu grande trabalho como director do Arquivo Regional da Madeira, na década de setenta".

LAR.

Lusa/fim

http://www.rtp.pt/noticias/cultura/faleceu-antonio-aragao-grande-vulto-da-cultura-do-seculo-xx_n166794