19 outubro 2020

Actor Ruy de Carvalho participará nas Comemorações do Centenário do Nascimento de António Aragão



O conceituado actor português Ruy de Carvalho irá participar nas Comemorações do Centenário do Nascimento de António Aragão que decorrerão nos meses de Julho a Setembro de 2021, numa parceria entre a Universidade Fernando Pessoa e o Governo da Região Autónoma da Madeira. Ruy de Carvalho que teve como sua única esposa e mãe dos seus dois filhos, Ruth Aragão de Carvalho, irmã de António Aragão, irá proceder à leitura teatral de vários poemas de António Aragão nas cidades de Coimbra e do Funchal.

01 outubro 2020

Universidade de Coimbra: nova tese de doutoramento reafirma António Aragão como pioneiro na Electrografia e Copy (Xerox) Art em Portugal

A Universidade de Coimbra publicou em Setembro de 2020 a tese de doutoramento, aprovada com distinção, da autoria do Prof. Dr. Bruno Daniel Ministro dos Santos, que com o título "Todas as Cópias são Originais: eletrografia e copy art em Portugal", aprofunda e confirma o papel de António Aragão como pioneiro em Portugal não apenas na Poesia Experimental mas também na Electrografia e Copy Art (Xerox Art). A tese encontra-se disponível na seguinte página da Universidade de Coimbra:

https://estudogeral.sib.uc.pt/handle/10316/91050

30 julho 2020

Comemorações do Centenário do Nascimento de António Aragão: ano 2021, Colóquio, Exposição e Festival organizados pela Universidade Fernando Pessoa (Porto, Portugal)



António Manuel de Sousa Aragão Mendes Correia, que ficou mais conhecido apenas como António Aragão, nasceu na ilha da Madeira (Portugal) em 22 de Setembro de 1921. António Aragão foi um dos maiores vultos da Cultura e Arte Portuguesas do século XX, tendo marcado toda a sua Obra por uma forte crítica a todas as formas de opressão, do comunismo ao nazismo (ambos formas de socialismo), assumiu-se como Libertário e inerentemente anti-nacionalista, anti-racista e anti-colonialista. A sua linha de pensamento identifica-se sobretudo com o Anarco-Individualismo protagonizado por William Godwin, Josiah Warren e Henry David Thoreau.
Completando-se no ano de 2021 os 100 anos desde o nascimento de António Aragão, a Universidade Fernando Pessoa (Porto, Portugal) organiza as comemorações do centenário do seu nascimento, que incluirá as vertentes de Colóquio, Exposição e Festival, com início em Julho de 2021 e conclusão no final de Setembro de 2021.
Sob a designação genérica de "Multiplicidade da experiência: António Aragão (1921-2008), antena receptiva", as comemorações do centenário do nascimento de António Aragão são organizadas sob a direcção do Prof. Dr. Rui Torres, da Universidade Fernado Pessoa, e com a colaboração do Dr. Bruno Ministro (da Universidade de Coimbra), integrando a comissão científica dos eventos os professores: Diogo Marques (Centro de Literatura Portuguesa, Universidade de Coimbra), Duarte Manuel Freitas (Universidade Autónoma de Lisboa), Eunice Ribeiro (Universidade do Minho), Inês Cardoso (Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa, Universidade do Porto), Isabel Santa Clara (Universidade da Madeira), Manuel Portela (Universidade de Coimbra), Rogério Barbosa da Silva (Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Brasil), Rosa Maria Martelo (Universidade do Porto), Rui Carita (Universidade da Madeira) Sara Lacerda Campino (Instituto de Estudos de Literatura e Tradição, Universidade Nova de Lisboa).

10 março 2020

RTP - Portuguese Radio and Television: "Art'Imagem puts "Naked Disaster" on stage"


RTP - Portuguese Radio and Television
09 March 2020

CULTURE
Art'Imagem puts "Naked Disaster" on stage


The Theater play "Desastre Nu", by António Aragão, opens on Tuesday at Quinta da Caverneira, in Maia, and puts on stage a tragicomedy that addresses the "urgency of destroy or reconstruct" political, economic, social or religious powers.

On stage until Sunday, four actors play nine characters in a neurotic and crazy state, promoting a kind of collective psychosis that makes them reach the emotional limit and that has the consequence of revolutionizing themselves within a society that is in crisis, said today the Theater Company Art'Imagem, in a public statement sent to Lusa news agency.

With dramaturgy and staging by Daniela Pêgo, the characters eagerly hope to reach a successful outcome and deal constantly with who they are, evading their frustration, the theater company stressed.

Focused on human behavior and exposing the incoherence and ignorance of societies, "Desastre Nu" shows men and women at an extreme limit, lonely and aggressively exposed in a fierce criticism of society, the press release stated.

"Some are born for and others against. What is the safest direction?", they question, finding themselves in reflection with the "dirty reality" of existence.

"Humanity is full of itself. It is urgent to destroy (rebuild?) power. Political power, religious power, economic power, social power, discrimination and abuse are linked in one text and on stage, in a power game with cyclical and absurdly expansive plots", they explained.

Over the course of 90 minutes, the characters promote the representation of the social crisis that humanity is experiencing, showing their "rotten ailments", the theater company said.

Humanity "smells bad, smells very bad", they stressed, adding that this theater play demonstrates the "madness of yesterday and today".

From Quinta da Caverneira, the "Desastre Nu" goes to the Municipal Theater of Bragança (April 1st), Casa de Teatro de Sintra (April 4th) and Fórum Jovem da Maia (April 8th).

in RTP News (09 March 2020):

05 março 2020

Theater play "Desastre Nu" by António Aragão, staged by the Art'Imagem Theater Company, opens in Porto on March 10, 2020



Theater play "Desastre Nu" by António Aragão, staged by the Art'Imagem Theater Company, opens in Porto on March 10, 2020

March 10 - 15, 2020
Tuesday to Saturday: 9:30 PM, Sunday: 4:00 PM

"Desastre Nu" - Author: António Aragão; Theater play staged by Art'Imagem Theater Company.

Text: António Aragão; Dramaturgy and Staging: Daniela Pêgo; Interpretation: Flávio Hamilton, Diana Barnabé, Filipe Gaspar and Gustavo Caldeira; Staging Assistant: André Rabaça; Light and Video Design: André Rabaça; Costumes and Props: Cláudia Ribeiro; Sound and musical creation: Carlos Adolfo; Production: Sofia Leal and José Pedro Pereira; Director of Teatro Art'Imagem: José Leitão.

Address: Quinta da Caverneira, Avenida Pastor Joaquim Eduardo Machado, Águas Santas, Maia, Porto, Portugal.

Synopsis:
"Humanity stinks.
Four actors play 12 characters that reveal in a seriously absurd way the reality of the state in which the world is, the systems, the people... and the smells. A show full of sarcastic humor that allows us to reflect on the condition of being. A text of today and always about the awareness of the individual and social being.
On stage, we question the forces that move the world, our existence... and yes, we detect that we smell very, very badly.
Where are the authorities? Laws, morals, justice and good manners? Will we ever know anything about our fear? It all seems as difficult as putting socks on your shoes. It's too much. They changed my sex and now I enjoy what I don't do. Bunch of sons of bitches, outcast and boring people.
Where are the people?
This show promises to be a true Naked Disaster".

in Official Website of Maia City Hall (Porto, Portugal): https://www.cm-maia.pt/pages/576?event_id=2104

29 dezembro 2019

António Aragão - main founder of Portuguese Experimental Poetry

Based on the identification of three fundamental vectors in the history of Portuguese Experimental Poetry (confluence, encounter, network), this article, written by Dr. Bruno Ministro and published by Coimbra University in December 2019, outlines, in the first part, an overview of the flows and counterflows that marked literary experimentalism activities during the 1960s. In the second part, it is argued that António Aragão plays a pivotal role in the dialogues established in an international network, shedding light on some of his contacts with several Italian neo-avant-garde poets and analyzing his collaboration in one of their most known magazines.

12 outubro 2019

Peça de Teatro "Desastre Nu" de António Aragão percorrerá Portugal

Depois de em 2008 / 2009 a Companhia de Teatro do Funchal "Contigo Teatro" ter encenado na Madeira a Peça de Teatro "Desastre Nu" da autoria de António Aragão, promovendo debates, conferências e até um concurso público, é a vez agora da Companhia de Teatro do Porto "Art'Imagem" promover esta importantíssima Obra de António Aragão por numerosas cidades do continente Português, com estreia confirmada na cidade do Porto em Março de 2020, e num total de pelo menos 20 encenações. A Peça de Teatro "Desastre Nu" é uma autêntica denúncia corrosiva, recheada de humor sarcástico, contra o desastre que constitui o Estado Português socialista / comunista, a continuada falta de liberdade pós 25 de Abril, a opressão e a perseguição de que são vítimas em Portugal todos aqueles que ousam pensar por si mesmos e de maneira distinta do pensamento único imoral e hipócrita imposto pelo governo e seus lacaios; em suma, um desastre nu!

05 outubro 2019

Confirmadas 20 representações da Peça de Teatro "Desastre Nu" da autoria de António Aragão pela Companhia de Teatro do Porto Art'Imagem em 2020

A Companhia de Teatro do Porto Art'Imagem assinou com Marcos Aragão Correia, único filho e herdeiro de António Aragão, contrato que confirma a encenação da Peça de Teatro "Desastre Nu" da autoria de António Aragão, e que foi Prémio Nacional em 1981, num total de 20 representações em várias cidades de Portugal, com estreia em Março de 2020. A dramaturgia e encenação é da responsabilidade de Daniela Pêgo, conhecida actriz formada em interpretação pela Academia Contemporânea do Espectáculo.

23 setembro 2019

Marcos Aragão Correia apresenta queixa contra o Governo Português à Comissão Europeia


Na sequência das graves ilegalidades e crimes cometidos pelo actual corrupto socialista / comunista Governo da República Portuguesa contra a Família de António Aragão, nome maior das Artes e da Cultura Portuguesa, e por conseguinte Cultura Europeia, o único filho e herdeiro de António Aragão, Marcos Aragão Correia, apresentou, por escrito e no dia de hoje (23/09/2019), queixa formal contra o Governo da República Portuguesa à Comissão Europeia, em Bruxelas, queixa submetida de acordo com os procedimentos administrativos aprovados pela União Europeia, no caso concreto por violação flagrante da European Union's cultural heritage laws.

13 setembro 2019

Revista Colóquio Letras publica novo ensaio sobre António Aragão


A Revista Colóquio Letras, da Fundação Calouste Gulbenkian, publicou este mês (Setembro de 2019) um novo ensaio sobre António Aragão, da autoria do Dr. Bruno Ministro:

"Mergulhar e quase desaparecer : António Aragão e a poesia experimental portuguesa" / Bruno Ministro. In: Revista Colóquio/Letras. Ensaio, n.º 202, Set. 2019, p. 149-159.
Resumo: Retomando a história incompleta da PO.EX, esta investigação pretende, não só lançar uma nova perspetiva sobre a génese do experimentalismo português, como também resgatar aquela que é uma das suas figuras mais determinantes e, simultaneamente, hoje mais invisibilizadas.

11 setembro 2019

Companhia de Teatro do Porto prepara estreia de Peça de Teatro de António Aragão

A Companhia de Teatro do Porto Art´Imagem iniciou os preparativos para estrear em Março de 2020, na cidade do Porto, a Peça de Teatro "Desastre Nu" da autoria de António Aragão. A encenação será da responsabilidade de Daniela Pêgo.

27 agosto 2019

António Aragão em exposição no Rio de Janeiro

A exposição "Poesia Experimental Portuguesa" organizada pela Espaço Líquido, com curadoria de Omar Khouri e Bruna Callegari, e patrocinada pelo Governo Federal do Brasil, chegará em breve à cidade do Rio de Janeiro, onde estará patente ao público depois do sucesso obtido nas cidades de Brasília e São Paulo. Esta importante exposição integra diversas Obras da autoria de António Aragão, principal pioneiro da Poesia Experimental em Portugal.

21 agosto 2019

Fundació Joan Brossa divulga António Aragão


A Fundació Joan Brossa, uma das mais importantes instituições culturais da Catalunha, vai publicar o Poema Azul e Branco, da autoria de António Aragão, no livro "The Net in the Forest. Joan Brossa and experimental poetry, 1946-1980", o qual será lançado a partir de Outubro de 2019 numa parceria com o Ayuntamiento de Barcelona. A curadoria da edição é da responsabilidade de Eduard Escoffet.

23 julho 2019

Prefácios dos novos livros de António Aragão

Prefácios das novas edições dos livros da autoria de António Aragão, lançados na Fundação de Serralves (cidade do Porto) no dia 5 de Julho de 2019:

"Electrografias", Editora Busílis, 2019, prefácio da autoria do Dr. Bruno Ministro (Universidade de Coimbra):


"Os bancos antes da nacionalização", Editora Tigre de Papel, 2019, prefácio da autoria da Dra. Inês Cardoso (Universidade do Porto):

23 junho 2019

Fundação de Serralves acolhe lançamento das duas novas edições de António Aragão

A Fundação de Serralves irá acolher o lançamento das duas novas edições de António Aragão, a saber, o livro "Electrografias" com chancela da Editora Busílis e o livro "Os bancos antes da nacionalização" com chancela da Editora Tigre de Papel. O lançamento, que será conjunto para estas duas obras literárias, ocorrerá na livraria da Fundação de Serralves no dia 5 de Julho de 2019 às 18h30, com entrada livre. A coordenação, introdução e moderação da sessão estará a cargo do Prof. Dr. Rui Torres (Universidade Fernando Pessoa), a apresentação do livro "Electrografias" será da responsabilidade do Dr. Bruno Ministro (Universidade de Coimbra), a do livro "Os bancos antes da nacionalização" será da responsabilidade da Dra. Inês Cardoso (Universidade do Porto), e o Dr. Fernando Aguiar irá falar sobre a vida de António Aragão e o seu papel pioneiro na Poesia Experimental Portuguesa.
Fundação de Serralves
Rua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto.

09 junho 2019

Região Autónoma da Madeira confirma aquisição do Espólio de António Aragão


Presidência do Governo Regional da Madeira confirma aquisição do Espólio de António Aragão

A Família de António Aragão recebeu missiva datada de 3 de Junho de 2019, assinada pelo Exmo. Sr. Presidente do Governo Regional da Madeira Dr. Miguel Filipe Machado de Albuquerque, confirmando que a Região Autónoma da Madeira irá proceder à aquisição do Espólio de António Aragão ainda durante a corrente legislatura autonómica. Esta decisão vem prestar o devido reconhecimento da Madeira a um dos seus maiores vultos, António Manuel de Sousa Aragão Mendes Correia, e limpar o enxovalhamento criminoso a que Paulo Cafôfo, actual presidente da Câmara Municipal do Funchal, sujeitou o preciosíssimo Espólio Artístico de António Aragão. António Aragão foi o Madeirense com maior reconhecimento internacional nas áreas da Arte e da Cultura, pioneiro na Poesia Experimental e na Electrografia em Portugal, pioneiro na História e na Arqueologia da Madeira, pioneiro no estudo e recolha sistematizada do Folclore da Madeira, Artista Plástico com centenas de exposições em numerosos Países da Europa, América e Ásia, encontrando-se representado em numerosas colecções privadas e institucionais e aclamado pela crítica.

Obras de António Aragão em exposição no Metro da Cidade de São Paulo


Obras de António Aragão em exposição no Metro de São Paulo até 2 de Julho

A convite do Consulado de Portugal em São Paulo, diversas Obras da exposição "Poesia Experimental Portuguesa", exposição patrocinada pelo Governo Federal do Brasil, estarão expostas na Estação da Luz (Linha 4-Amarela) do Metro da Cidade de São Paulo, de 3 de Junho a 2 de Julho de 2019. 

A curadoria realizada por Bruna Callegari e Omar Khouri, com a chancela da Espaço Líquido, é um recorte de 20 Obras, dentre as mais de 80 que estiveram na exposição original realizada na cidade de Brasília em 2018. São reproduções-cartazes que trazem um pouco da história da Poesia Esperimental Portuguesa desde a década de 1960 aos dias actuais e que divulgarão o projecto para um público estimado de 5 milhões de pessoas que circularão pela estação do Metro durante o período expositivo.

A exposição com Obras originais reúne 18 Artistas, entre os quais António Aragão, pioneiro da Poesia Experimental Portuguesa, e tem prevista itinerância por São Paulo e Rio de Janeiro entre 2019 e 2021.

Foto de uma das Obras de António Aragão expostas no Metro de São Paulo.

25 maio 2019

20 maio 2019

António Aragão em exposição no Metro de São Paulo



António Aragão no Metro da Cidade de São Paulo, Brasil

No âmbito da itinerância da Exposição Poesia Experimental Portuguesa no Brasil, exposição organizada pela Espaço Líquido com o patrocínio do Governo Federal do Brasil, diversas Obras de António Aragão, conjuntamente com as de outros Artistas de relevo, estarão em exposição na Estação da Luz do Metro da Cidade de São Paulo, do dia 3 ao dia 30 de Junho de 2019. A Estação da Luz é uma das estações de Metro com maior fluxo de usuários da Cidade de São Paulo. A Espaço Líquido estima uma circulação de 5 milhões de pessoas que terão acesso à exposição.