29 maio 2011

Revista Margem homenageia António Aragão

Fotografia: dia 24 de Maio de 2011, cerimónia de lançamento oficial da Revista Margem inteiramente dedicada a António Aragão; da esquerda para a direita - Dr. Nelson Veríssimo, Professor Universitário de História e Organizador da Revista Margem sobre António Aragão; Dr. Castanheira da Costa, Reitor da Universidade da Madeira; Dr. Pedro Calado, Vereador da Cultura da Câmara Municipal do Funchal; João Henrique Silva, Director da Direcção Regional dos Assuntos Culturais.




Fotografia: dia 24 de Maio de 2011, alguns minutos antes do início da cerimónia de lançamento da Revista Margem inteiramente dedicada a António Aragão; vista parcial do público que destaca os convidados Advogado Dr. Rui Nepomuceno, grande amigo e admirador de António Aragão e antigo patrono de estágio de advocacia do seu único filho (Dr. Marcos Aragão Correia), acompanhado pela filha do escritor Dr. Horácio Bento de Gouveia.



Revista “Margem” homenageia António Aragão

Notícia Jornal da Madeira, de 25 de Maio de 2011



«O número 28 da revista “Margem”, editada pela Câmara Municipal do Funchal, foi lançada ontem, no átrio do Teatro Baltazar Dias.
Dedicada inteiramente à vida e obra de António Aragão, o vereador Pedro Calado fez um breve balanço desta publicação, que «nasceu em 1981, com Maria Aurora» e com Virgílio Pereira a presidir a autarquia funchalense.
Apontando que este projecto foi interrompido após cinco números, o vereador com o pelouro da Cultura referiu que, após este interregno, a revista voltou a ser publicada em 1993, novamente com a coordenação de Maria Aurora.
Por seu turno, Nélson Veríssimo, coordenador desta revista, disse que esta é uma «singela homenagem a um homem das letras e das artes, que ousou experimentar e inovar nos domínios da cultura, e viu reconhecido o seu trabalho em Portugal e no estrangeiro».
Explicou que a ideia do tema surgiu nos finais de 2009, quando «Maria Aurora me pediu que organizasse um número especial dedicado a António Aragão. Assim, depois de esboçado um primeiro projecto da revista, foram convidados colegas e amigos para escreverem sobre António Aragão, de acordo com as suas especialidades, preferências ou motivações».
Lamentando que «não quis o destino que Maria Aurora visse concretizada esta sua “Margem”», o docente mencionou que «estamos certos que esta “Margem” permitirá um melhor conhecimento da obra de António Aragão».»


in http://www.jornaldamadeira.pt/not2008.php?Seccao=13&id=184437



18 maio 2011

Feira do Livro Funchal 2011


Feira do Livro Funchal 2011



Na sequência da edição, pela Câmara Municipal do Funchal, da Revista Margem de 2011 inteiramente dedicada a António Aragão, a qual será lançada no dia 24 de Maio, às 17.30 horas, no Salão Nobre do Teatro Municipal, foi celebrado um acordo com o Departamento de Cultura do Município de modo a disponibilizar já a partir de Sexta-feira 20 de Maio, na Feira do Livro do Funchal do ano 2011, no stand da Câmara Municipal do Funchal, os seguintes livros a preços promocionais:

- “Um Buraco na Boca”, romance da autoria de António Aragão, edição do histórico jornal Comércio do Funchal, ano 1971, último stock disponível para venda desta edição;

- “A cidade do Funchal: o espírito do lugar”, último livro de História da cidade do Funchal da autoria de António Aragão, edição PF (Lisboa, 1992), último stock disponível para venda desta edição;

- “As meninas que vieram das estrelas”, livro da autoria de Marcos Aragão Correia, filho único de António Aragão, edição AuthorHouse UK, lançado em Dezembro de 2010 na Galeria dos Prazeres.



10 maio 2011

Fundação de Serralves leva António Aragão a Viana do Castelo



Metanemas, António Aragão, 1981




Serralves inaugura exposição em Viana do Castelo com obras de António Aragão





O Presidente do Conselho de Administração da Fundação de Serralves, Luís Braga da Cruz, esteve em Viana do Castelo para a abertura da exposição “Poesia Experimental Portuguesa” da Colecção da Fundação de Serralves. A mostra, comissariada por João Fernandes, está patente no Museu de Arte e Arqueologia de Viana do Castelo, onde pode ser visitada até 11 de Setembro. A exposição “Poesia Experimental Portuguesa” da Colecção da Fundação de Serralves recupera e apresenta obras paradigmáticas da intervenção experimental de artistas e poetas portugueses entre as décadas de 60 e 80. Entre outros, estão patentes obras de Ana Hatherly, António Aragão, António Barros, Ernesto Melo e Castro, Fernando Aguiar, Salette Tavares e Silvestre Pestana.

Recorde-se que esta é mais uma forma de colaboração entre a Fundação e a Câmara de Viana do Castelo, que assinaram em 2010 um protocolo que permitiu a Viana do Castelo integrar a Fundação como Câmara Fundadora. Enquanto tal, a autarquia passa assim a ter “regalias” como a organização anual de uma grande exposição de arte contemporânea, entradas gratuitas para crianças e jovens estudantes e residentes com idade superior aos 65 anos, a organização de visitas guiadas gratuitas, a colaboração com as escolas em programas pedagógicos e a participação especial em eventos da Fundação de Serralves, entre outras.

Com o protocolo, ficou assim criado um projecto de promoção e divulgação cultural e ambiental tendo em vista a aproximação das populações às linguagens da produção cultural contemporânea e à sensibilização ambiental, bem como à importâncias da Inovação e Criatividade no desenvolvimento económico e social.


Publicado em 09 de Maio de 2011, por TV Minho,
in http://www.tvminho.net/8/post/2011/5/serralves-inaugura-exposio-em-viana-do-castelo.html


06 maio 2011

António Aragão em Viana do Castelo, pelo Museu de Serralves


Viana do Castelo: Poesia Experimental de Serralves inaugurada a 6 de Maio de 2011, com obras de António Aragão



Serralves inaugurou hoje às 16:00 horas a exposição «Poesia Experimental Portuguesa», com obras da sua Colecção, no Museu de Arte e Arqueologia (MAA) de Viana do Castelo.

Comissariada por João Fernandes, director do Museu de Serralves, a mostra inclui obras de Ana Hatherly, António Aragão, António Barros, Ernesto Melo e Castro, Fernando Aguiar, Salette Tavares e Silvestre Pestana, entre outros autores.

A partir de meados da década de 60, um grupo de artistas e poetas portugueses configuram, a partir da Poesia Visual, um momento de ruptura que redefine os conceitos de texto e de objecto artístico, fazendo coincidir um discurso poético com um discurso político e com a elaboração conceptual do espaço e dos objectos como transformadores da percepção e da sociabilidade, explica a Fundação.

A exposição recupera e apresenta obras paradigmáticas desta intervenção experimental, realizada entre a década de 1960 e a de 1980.


in Diário Digital, 06 Maio 2011,


Câmara Municipal do Funchal lança Margem sobre António Aragão dia 24 de Maio

Informação remetida pelo Dr. Nelson Veríssimo, Professor Universitário de História, confirma o lançamento da Revista Margem sobre António Aragão, editada pela Câmara Municipal do Funchal, para o dia 24 do corrente mês de Maio de 2011, às 17.30 horas, no Salão Nobre do Teatro Municipal, evento que é integrado na Feira do Livro da Cidade do Funchal.